Contas pessoais e da empresa: você administra corretamente as suas finanças?

administrar-contas-pessoais-empresariais

O desejo de qualquer empresário quando começa o seu negócio é fazer com que sua empresa alcance o seu ponto de equilíbrio. Isso dará mais vantagem na gestão do seu empreendimento.

Para isso, a organização financeira é fundamental, uma das estratégias para alcançar isso é a organização clara entre as contas pessoais e da empresa. Isso é fundamental para que não se entre em um espiral de dívidas que pode ocasionar muitos danos ao negócio. 

Se você deseja aprender mais a respeito da importância da separação entre contas pessoais e da empresa, leia esse artigo para que você entenda melhor como administrar corretamente as suas finanças.

Tenha uma boa leitura!

Qual a importância da separação de contas pessoais e da empresa?

Como foi falado na introdução deste artigo, não separar as contas da empresa é um erro muito comum entre os empreendedores. O maior problema disso, é que muitas vezes apenas se percebe o tamanho do problema quando o negócio está prestes a entrar em falência. 

Outra razão para separar as contas pessoas e da empresa é que o controle de custos se torna muito difícil. 

Uma vez que ao fazer uma compra ou investimento para a empresa com o próprio dinheiro fica muito difícil de fazer um registro preciso de todas as despesas da empresa. 

Assim, quando chegar o momento de fazer as análises necessárias de tudo o que se gasta na empresa, será difícil chegar em um número preciso. 

Ou seja, se você deixar algum tipo de custo alto de fora, pode ser que você tenha uma falsa impressão de lucro, o que irá atrapalhar diretamente o desempenho da organização. 

Todos os cálculos serão feitos levando em consideração que se está lucrando com o empreendimento, quando na verdade, não é o que está acontecendo de fato. 

O mesmo vale para utilizar o dinheiro da empresa para quitar suas dívidas pessoais. Isso também prejudica o fluxo de caixa e o controle financeiro já que será difícil saber exatamente o quanto a empresa gasta com as despesas de fato. 

Agora que você já sabe da importância da separação entre as contas pessoais e da empresa, deve estar se perguntando como colocar isso em prática. Continue nesse artigo e descubra! 

Sugestão de leitura: Gestão de custos: 5 dicas para reduzir os gastos.

Como separar contas pessoais e da empresa? 

Mas afinal, como separar as despesas  pessoais e da empresa? Esse é um passo muito importante a ser tomado, pois, serão implementadas pequenas estratégias e ações que irão mudar o panorama financeiro da sua empresa. 

Para auxiliar nesse processo, preparamos algumas dicas para que você aprenda a separar suas contas pessoais e da empresa. Saiba como: 

Crie contas separadas

O passo lógico para se organizar nesse sentido, é criar uma separação real entre as contas. Por isso, o primeiro passo a ser tomado é justamente criar uma conta para com o seu CPF para fazer suas compras pessoais, e outra em seu CNPJ para a conta da empresa. 

Além disso, a organização não é a única razão para separar essas contas. Ao fazer uma conta com o seu CNPJ você terá acesso a créditos bancários mais favoráveis para o uso da sua empresa. 

Além disso, uma conta para a empresa torna mais simples o procedimento de registro dos seus custos empresariais. 

Controle do fluxo de caixa

Outra estratégia importante para ter mais conhecimento de suas contas pessoais e da empresa. É a estratégia do controle do fluxo de caixa, que consiste na detida análise das movimentações no caixa da sua empresa. 

Ela permite que se tenha um panorama muito específico a respeito do desempenho diário da empresa. Isso possibilita que se saiba quanto entra e quanto sai em um determinado período, e permite que se tome providências para melhorar as finanças. 

Defina um pró-labore

Para que não seja preciso utilizar das suas contas empresariais para quitar suas dívidas pessoais, é muito importante que você defina um pró-labore. 

O pró-labore é um salário dos sócios, esse é um valor retirado do caixa da empresa para pagar os sócios que possuem algum tipo de cargo executivo na empresa. Vale ressaltar que quem é sócio mas não ocupa nenhum cargo na empresa recebe apenas a distribuição dos lucros. 

Vale ressaltar que esse é um custo fixo, assim como o salário dos colaboradores.

Tenha reservas

Talvez um dos passos mais importantes para não passar problemas financeiros seja justamente a prevenção. Por isso, é imprescindível que se tenha reserva financeira tanto para sua vida pessoal, como para a empresa.

Assim, todo o dinheiro que sobra do seu pró-labore deve ir para alguma reserva para momento de emergência, assim como a sobra de caixa deve ir para a poupança da empresa. 

Isso permite maior segurança para as finanças em caso de emergências. 

Como você pôde ver, ter as contas separadas pode ser o que separa sua empresa do sucesso financeiro e comercial. No entanto, é preciso que você saiba que não é preciso realizar esse processo sozinho, com o suporte de uma contabilidade todo esse processo fica mais simples. 

Conte com o suporte de uma contabilidade! 

Saiba que tão importante quanto separar as contas pessoais e da empresa é ter uma contabilidade ao seu lado nesse momento.

Isso porque o profissional contábil irá orientar o melhor processo de reorganização financeira de empresas e saberá apontar os melhores caminhos para o seu sucesso. Por isso, conheça o E-Contador Legal!

Somos uma contabilidade digital que presta assessoria por meio de um time especializado, sempre prezando pela qualidade, pelo cumprimento de prazos e pelo bom atendimento. 

Saiba que a nossa parceria irá fazer com que você possa focar exclusivamente nos serviços da sua empresa. 

Entre em contato para mais informações!

Gostou do artigo? Acesse nosso blog para saber mais informações sobre contabilidade e dicas de gestão e não se esqueça de acessar nossas redes sociais.

Leia mais: Impostos para clínicas médicas: saiba quais são.